jueves, 16 de julio de 2009

parto e a parte

Publicado por { * } en 13:11
Desde que engravidei e criei esse blog para falar da minha maternidade, também freqüento outros blogs para trocar experiências e, também, para aprender com a vivência alheia.

Encontrei muita coisa legal nessa nossa blogsfera maternizada, muita informação imprescindível que fazem minha vida muito mais fácil e minha maternidade muito mais consciente.

Porém, no outro lado dessa rua virtual, sempre acabo topando com alguns temas polêmicos, em assuntos que realmente me fazem refletir muito e ficar triste, algumas vezes.

Se você ainda não é mãe, acho que não vai entender muito o meu sentimento agora. E se você já é mãe, com certeza saberá do que eu estou falando.

É como se existisse, dentro da maternidade, classes de mãe, que são classificadas de acordo com o tipo de parto que tiveram e o tipo de alimentação que deram aos seus bebês.

Sim mamãe, se você passou por uma cesárea, não importa qual a razão e, se você por algum outro fator, não pode alimentar seu filho exclusivamente com leite materno, prepare-se para a lapidação!

Eu realmente não vou entrar aqui nesse assunto, tendo em vista que está claríssimo (para mim) qual é a melhor forma de ter um filho e qual é a alimentação ideal para ele.

Mas as pessoas esquecem que, algumas vezes, as coisas não acontecem do jeito que a esperamos, idealizamos ou sonhamos.

E será assim com nossos filhos também. Toda mãe, sem exceção, idealiza um futuro para seu filho, uma profissão, enfim, muitas coisas. E eu tenho certeza de que, na maioria quase absoluta, as coisas acontecem de um modo completamente diferente (né mãe?).

Parto normal, parto domiciliar, cesárea necessária ou eletiva, seja lá qual tenha sido (ou será) a sua opção, saiba que eu te respeito. E digo o mesmo em relação à alimentação do seu filho.

A única coisa que eu questiono é a informação.

Faça o que você achar mais indicado, o que você achar correto. Mas se informe, até a exaustão, antes. Somente assim você poderá tomar a melhor decisão para você e seu bebê.

Lógico que você irá acertar algumas vezes e errar em muitas outras, mas a maternidade não é e nunca foi ciência exata.

Afinal de contas, ninguém nasceu (de parto natural ou cesárea) sabendo.

11 comentarios on "parto e a parte"

Lila on 16 de julio de 2009, 16:59 dijo...

Lindos. A maternidade é algo divino. Mas a paternidade tem seus encantos e sua realeza. Bjos

{ * } on 16 de julio de 2009, 17:04 dijo...

Ai minha amiga, obrigada!!
A paternidade é algo assim, aham, mais descontraído... Mas não por isso menos responsável!
Mãe se estressa demais! :)
Beijo!

Thaís Rosa on 16 de julio de 2009, 18:25 dijo...

gostei. é um tema polêmico, mas também acredito no respeito acima de tudo. e, como você disse, informação é tudo nesse mundo da gravidez e maternidade.

Paloma, a mãe on 16 de julio de 2009, 18:44 dijo...

Adorei o seu texto! Esta "polêmica" me cansa. Quem é mãe já deveria saber que nem sempre as coisas são como gostaríamos. Não se trata só de decisão (nem tudo está nas nossas mãos, afinal), mas de saber lidar com os diferentes rumos que a vida toma, à nossa revelia. Isso de classificar e, pior, hierarquizar mães por tipo de parto ou de alimentação que deram aos filhos é ridículo. Umas se acham tão superiores, tão melhores (e escrevem coisas que, para mim, soam absurdas e fogem ao bom senso).
Ou seja, desçam do pedestal, mães (de qualquer espécie), ninguém nasce sabendo e o poder de decisão nem sempre é nosso.

Laura on 16 de julio de 2009, 22:22 dijo...

Ola Karenina, que lindo post. Penso da mesma maneira que vc, e independente das milhares de possibilidades existentes desde o nascimento o mais importante é a informação para que qdo existir a possibilidade de escolha, possamos escolher o melhor.
Bebedocinha se chama Julia tambem!!!!
Parabens pela sua, que é muito fofa!!!!! E obrigado pela visita!

Elisabeth Pessoa on 17 de julio de 2009, 0:32 dijo...

você tem toda razão, a informação é tudo!
Eu tive depressão pós-parto, tive problemas pessoais nas ultimas semanas de gestação e não tive forças pra buscar informações e insistir na amamentação...
hoje me arrependo, deveria ter me informado antes... mas agora não posso chorar o leite derramado e tento compensar minha bebê dos nossos primeiros meses.

*Desculpa o post tão grande.

um beijo

Laura on 17 de julio de 2009, 1:37 dijo...

Olá,
Estou contigo e não abro...
Meu parto foi cesária de emergência mas eu sempre sonhei com parto normal.
Eu tive que dar complemento para minha filha desde os 2 meses e antes disso nem imaginava que alguma mulher pudesse não ter leite suficiente para alimentar seu bebê. Eu acho que não sabia pq ninguém fala nisso...
Por isso tbm me identifiquei com a sua história, pois passei pela mesma dificuldade.
Aprendi mto com a Mari do Pequeno Guia Prático, q foi a primeira mãe q li falando disso abertamente, depois foi vc...
Bem, obrigada, prazer, eu nunca havia escrito para vc e sorte com tudo.
Bj grande pra vc e peq. Julia Linda
Laura Caldas mãe da Nicole

alan nei on 17 de julio de 2009, 20:56 dijo...

que foto mais linda ka !!!
pra fazer um quadro
um beijao enorme dos tropicos !!
saudades
alan nei

Roberta on 17 de julio de 2009, 23:04 dijo...

Olá!
Cheguei agora no seu blog navegando por outros e já bati de cara com esse post que eu gostaria de ter escrito. Sou totalmente contra rótulos e radicalismos. Concordo com você que sim, é importante buscar muitas informações antes de tomar a sua decisão. Mas algumas pessoas não dão opinião, fazem acusações. Horrível isso. Nenhuma mãe é melhor do que outra porque teve parto em casa com uma doula ou porque amamentou até os 2 anos de idade.
Parabéns.
Bjs,
Roberta
(www.meuprojetinhodevida.blogspot.com)

Mari on 18 de julio de 2009, 22:00 dijo...

bravo!
patrulhamento, por melhor que seja a intenção, é sempre um negócio chato. né?
beijo

Karenina dijo...

Gostei de saber as opiniões de outras mamães, que viveram (e ainda vivem) o lado B do parto/amamentação!
Muito obrigada por comentarem o texto :)
Karenina

 

Júlia... Copyright © 2009 Paper Girl is Designed by Ipietoon Sponsored by Online Business Journal